Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal aceita providência cautelar para travar Barragem do Tua

Portugal

  • 333

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Mirandela aceitou a providência cautelar que tem como objetivo parar a construção que decorre desde 2011. VEJA AS FOTOS do que já está feito

Leptogorgia sarmentosa em Cacela a Velha
1 / 13

Leptogorgia sarmentosa em Cacela a Velha

As gorgónias impressionam pela sua forma e exuberância de cor
2 / 13

As gorgónias impressionam pela sua forma e exuberância de cor

Uma gorgónia serve de abrigo a uma lesma do mar (Doriopsilla areolata)
3 / 13

Uma gorgónia serve de abrigo a uma lesma do mar (Doriopsilla areolata)

Na pedra do gigante em Sagres a vida coralina abunda graças ao regime de proteção exclusiva, as anémonas jóia assumem a responsabilidade pela explosão de côr
4 / 13

Na pedra do gigante em Sagres a vida coralina abunda graças ao regime de proteção exclusiva, as anémonas jóia assumem a responsabilidade pela explosão de côr

Benfica 0 - 2 Barcelona
5 / 13

Benfica 0 - 2 Barcelona

Benfica 0 - 2 Barcelona
6 / 13

Benfica 0 - 2 Barcelona

Galatasaray 0 - 2 Braga
7 / 13

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
8 / 13

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
9 / 13

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
10 / 13

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
11 / 13

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
12 / 13

Galatasaray 0 - 2 Braga

Juventus 1 - 1 Shakhtar Donetsk
13 / 13

Juventus 1 - 1 Shakhtar Donetsk

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Mirandela aceitou a providência cautelar interposta pela Plataforma Salvar o Tua, que tem como objetivo parar a construção da barragem, em construção desde 2011 na foz do Tua, anunciou a organização.

"O nosso objetivo é muito claro, é parar esta barbaridade e este crime contra o património nacional e contra os bolsos dos portugueses", afirmou hoje à agência Lusa João Joanaz de Melo, da Plataforma Salta o Tua - Associação de Defesa do Ambiente.

Esta plataforma, que junta nove associações ambientais e uma quinta de produção vinícola, quer travar a construção da Barragem de Foz Tua, na confluência dos distrito de Vila Real e Bragança, e concessionada à EDP.