Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Três médicos e dois farmacêuticos entre os sete detidos por fraudes na saúde

Portugal

  • 333

Em causa estão os crimes de corrupção passiva para acto ilícito e burla qualificada (de elevado valor) ao SNS, entre outros ilícitos.

 Três médicos, dois farmacêuticos, um delegado de informação médica e um empresário ligado ao armazenamento de medicamentos foram detidos hoje pela Polícia Judiciária numa investigação a fraudes no Serviço Nacional da Saúde (SNS), revelou à Lusa fonte policial.

Segundo a mesma fonte, a atividade delituosa dos detidos relaciona-se com a "falsificação de receituário médico" e as contrapartidas oferecidas aos médicos.

Em causa estão os crimes de corrupção passiva para acto ilícito e burla qualificada (de elevado valor) ao SNS, entre outros ilícitos.