Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Saiba como vai ser o eclipse total da lua

Portugal

VEJA O VÍDEO DA NASA com a explicação do fenómeno que vai ocorrer esta quarta-feira, o único deste género que os portugueses vão poder ver, em 2011

A lua vai estar "escondida" quando nascer na quarta-feira devido a um eclipse total, o único visível em Portugal, dos seis previstos para 2011, e o Observatório Astronómico, em Lisboa, abrirá portas para o acompanhamento do fenómeno.   

A partir das 20h30, inicia-se uma ação pública de observação, os telescópios da entidade vão estar virados para a lua e os seus especialistas em astrofísica ficam disponíveis para explicar os detalhes sobre os eclipses, explicou à agência Lusa o diretor do Observatório Astronómico de Lisboa.

Observatório Astronómico convida interessados

Todos, principalmente os interessados em astronomia e os curiosos sobre estes assuntos, são convidados a deslocar-se ao Observatório e a levar os seus binóculos ou pequenos telescópios, já que o eclipse é visível, assim as condições meteorológicas o permitam.

Rui Agostinho referiu que o fenómeno de hoje é "um dos seis eclipses que ocorrem este ano. Este é um ano especial" já que por vezes só se registam quatro situações.

Apesar daquele número, em Portugal, o eclipse do sol parcial em 4 de janeiro, "teve uma visibilidade má" e agora resta a oportunidade de assistir ao fenómeno na quarta-feira, pois os restantes não serão visíveis nesta região do planeta.

Lua nasce às 20h58

O nascimento da lua em Lisboa será às 20h58, no Funchal às 21h13, na ilha Santa Maria às 20h55 e na ilha das Flores às 21h27, segundo uma informação do site do Observatório.

"Em termos de visibilidade, este eclipse da lua não é mais do que a lua a entrar no cone de sombra do planeta terra", como especificou Rui Agostinho, acrescentando que, "nesta altura, há cidades do planeta que irão ver [o fenómeno] no início, meio ou final da noite".

"Quando nascer já vai estar totalmente eclipsada"

Para Portugal, tanto no continente como nas ilhas, este eclipse pode ser observado ao nascer da lua, ou seja, "quando nascer já vai estar totalmente eclipsada, por isso não vai ser vista", disse.

"Com o sol a desaparecer no outro horizonte, temos um céu azul claro ainda e o brilho da lua vai ser tão fraco que ficará escamoteado pelo céu azul. Com o passar das horas, teremos um céu azulado a perder brilho, a ficar cada vez mais escuro, a lua progride pelo céu, começa a sair do cone de sombra e começa a ver-se cada vez melhor", segundo a descrição do eclipse feita pelo presidente do Observatório.

O eclipse total da lua é um fenómeno astronómico em que a lua mergulha completamente na sombra da terra, o que sucede quando a lua cheia passa nos nodos da sua órbita ou na proximidade.

O Observatório Astronómico de Lisboa previne que as atividades programadas para quarta-feira dependem de "bom tempo atmosférico, pelo que serão canceladas em caso de ocorrência de chuva, mau tempo ou céu totalmente nublado".