Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rui Rio: O Porto que eu deixo

Portugal

  • 333

Lucília Monteiro

Em exclusivo para o site da VISÃO, o Presidente da Câmara do Porto fez um resumo da herança que considera deixar à cidade após 12 anos no cargo do qual sairá, por limitação de mandatos, após as eleições do próximo dia 29 de setembro. Eis, pois, Rui Rio na primeira pessoa

"Primeiro, deixo uma herança material, marcada pela boa situação financeira da autarquia, com ganhos para as pessoas ao nível da redução de impostos, e por uma maior coesão social, traduzida na reabilitação da habitação social e do parque escolar. Investimos 170 milhões de euros só nos bairros. A gestão da habitação social da DomusSocial será caso raro no mundo. Também a reabilitação urbana da Baixa, que este Governo tem vindo a boicotar, e que permitiu, com sorte à mistura, criar uma movida cultural e artística única. No Turismo, a expansão é inegável e a projeção externa da cidade nunca foi tão marcante. Nunca tivemos tantos eventos de grande dimensão como hoje.

A mobilidade do Porto não tem paralelo, não só pelos mais de cem arruamentos que a cidade fez desde 2002, mas também porque não havia metro quando cheguei. Não quero colher os louros do projeto do metro, que vem de trás, mas posso colher louros da luta pela sua expansão como Presidente da Junta Metropolitana.

Além disso, a Câmara presta hoje um serviço de melhor qualidade ao cidadão. Baixamos o IMI, criamos o Gabinete do Munícipe e temos a única polícia com certificação de qualidade em Portugal, a nossa Polícia Municipal. Há muitos serviços da autarquia com certificação de qualidade.

Deixo também uma herança imaterial. O património imaterial está ligado à postura política, que visou a defesa intransigente do interesse público, mesmo tendo que enfrentar lóbis e poderes fáticos poderosos e uma Comunicação Social adversa. Quanto mais me combatiam, mais se enterravam. Penso que deixo a Câmara sem corrupção. Aliás, nestes dias que me restam, é bom que eu continue a achar que não há, porque se suspeitar que há, ainda nos vamos ter de incomodar antes de eu sair."

LEIA NA VISÃO QUE VAI AMANHÃ PARA AS BANCAS A GRANDE ENTREVISTA COM RUI RIO: O PAÍS, A GOVERNAÇÃO, O REGIME, OS PARTIDOS E AS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS