Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS recusa apoiar ou integrar governo sem eleições

Portugal

  • 333

PS reitera disponibilidade para processo de diálogo proposto pelo Presidente, mas volta a lembrar que não está diposto a integrar ou apoiar um governo que não resulte de novas eleições

O Secretariado Nacional do PS reiterou hoje a sua disponibilidade para iniciar um processo de diálogo, decisão tomada na sequência da reunião entre o líder socialista, António José Seguro, com o Presidente da República, Cavaco Silva. 

"O PS reafirma que exclui deste processo qualquer possibilidade de apoio, e muito menos integração em qualquer solução governativa que resulte do actual quadro parlamentar", lê-se, porém, no mesmo comunicado, emitido hoje à noite, no final da reunião do Secretariado Nacional, a direção do PS diz que os socialistas estarão no processo de diálogo proposto na quarta-feira por Cavaco Silva, numa comunicação ao país, com o "objetivo de encontrar as soluções que melhor sirvam o interesse nacional e o futuro dos portugueses".

O PS reafirma também que nesse processo de diálogo devem estar envolvidas "todas as forças políticas com representação parlamentar", acrescentando que deverá incidir "em políticas que promovam o crescimento económico, o emprego e o reforço da posição de Portugal na União Europeia".