Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Prejuízos em Tavira ultrapassam dez milhões de euros

Portugal

  • 333

O Presidente da Câmara Municipal de Tavira, Jorge Botelho, diz que as primeiras projeções apontam para os prejuízos são avultadíssimos

O incêndio que na última semana afetou o concelho de Tavira provocou prejuízos superiores a dez milhões de euros, de acordo com uma avaliação preliminar levada a cabo pela autarquia local.

"Nas primeiras projeções que a câmara já tem do terreno, os prejuízos são avultadíssimos", afirmou hoje o presidente da Câmara Municipal de Tavira, Jorge Botelho, no final de uma reunião com a comissão interministerial para o apoio às vítimas dos fogos florestais, que decorreu hoje em Lisboa.

De acordo com o autarca, os prejuízos são "superiores a uma dezena de milhões de euros, nesta primeira análise preliminar".

ANMP exige "inquérito imediato"

A Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) exigiu hoje ao Governo um "inquérito imediato" aos incêndios que assolaram Tavira e São Brás de Alportel, no Algarve, para apurar responsabilidades na coordenação do combate às chamas.

"A Associação exige ao Governo um inquérito imediato, rápido, que procure apurar responsabilidades e que evite que este tipo de situações se possam vir a repetir", disse hoje em Coimbra aos jornalistas Rui Solheiro, vice-presidente da ANMP em declarações no final da reunião do conselho diretivo daquela entidade.

A resolução do órgão diretivo da ANMP, divulgada na ocasião, solicita ainda ao ministro da Administração Interna que o Governo "declare a situação de calamidade pública" no Algarve e na Madeira "a exemplo do que já aconteceu em casos de idêntica gravidade".