Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portas soube e discordou da TSU mas não quis "abrir uma crise política"

Portugal

  • 333

O vice-presidente do CDS-PP, Nuno Melo, afirmou que o líder do partido "teve conhecimento" da medida, discordou dela e apresentou alternativas

O vice-presidente do CDS-PP Nuno Melo afirmou hoje que o líder do partido, Paulo Portas, "teve conhecimento" da medida de redução da TSU, discordou dela e apresentou alternativas, mas "não quis abrir uma crise política".

"O que é importante para nós no CDS que hoje ouvimos o presidente do partido é saber que o presidente do partido teve conhecimento da medida, discordou da medida, apresentou as razões da sua divergência, propôs alternativas, mas não quis, e bem, abrir uma crise política, assegurando a coesão de que Portugal precisa para atravessar um momento que é de verdadeira emergência nacional", disse Nuno Melo aos jornalistas.

O vice-presidente democrata-cristão fez aos jornalistas um ponto da situação da reunião do conselho nacional do CDS-PP, que decorria desde as 17h00, no Porto.