Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Passos Coelho: "Não usaremos nunca a situação que herdámos como desculpa"

Portugal

O primeiro-ministro indigitado garante que o governo vai empenhar-se no cumprimento do programa de ajuda externa.

O primeiro-ministro indigitado e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, prometeu hoje que o seu Governo nunca se desculpará com as decisões do passado e vai empenhar-se no cumprimento do programa de ajuda externa.

"Não usaremos nunca a situação que herdámos como uma desculpa para aquilo que tivermos de fazer. Daremos, por uma vez, um bom exemplo de poupar ao país durante meses o exercício de evocar a circunstância que herdámos. O país conhece-a, e conhece-a suficientemente bem para não ter tido nenhuma dúvida quanto à necessidade de mudar e de mudar profundamente", declarou Passos Coelho.

No final da cerimónia de assinatura do acordo político de governação entre PSD e CDS-PP, num hotel de Lisboa, Passos Coelho considerou que "esta maioria para a mudança do país tem todas as condições políticas para dar certo e o país tem todas as razões para estar tranquilo" porque "vai ter um Governo que não se vai desculpar com o que aconteceu antes nem com as dificuldades do presente para entregar o resultado que os portugueses querem receber".