Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Passos Coelho deseja que os portugueses em dificuldades consigam ver "a luz ao fundo do túnel

Portugal

  • 333

Pedro Passos Coelho deixou uma mensagem ao país depois de ouvir dois  grupos folclóricos cantarem as Janeiras, nos jardins da residência oficial  de São Bento, em Lisboa

Pedro Passos Coelho, que estava acompanhado pela sua mulher, Laura,  deixou votos especiais para os desempregados, para os idosos e para aqueles  que estão dependentes de outros.  

O primeiro-ministro desejou que os portugueses em dificuldades consigam ver "a luz ao fundo do túnel" este ano e percebam que Portugal não está num "ciclo vicioso", mas a "vislumbrar a saída de um período difícil".

Pedro Passos Coelho deixou esta mensagem ao país depois de ouvir dois grupos folclóricos cantarem as Janeiras, nos jardins da residência oficial de São Bento, em Lisboa, contestando assim a ideia de que a economia portuguesa está numa "espiral recessiva" defendida pelo Presidente da República, Cavaco Silva, na sua mensagem de ano novo.

"Aproveito esta oportunidade para, por vosso intermédio, desejar a todos, a todos mesmo, mesmo àqueles que gostam pouco do Governo, que tenham um ano à altura de todas as suas expectativas", começou por afirmar o primeiro-ministro.

O primeiro-ministro referiu que "Portugal vive dificuldades muito  grandes", que 2013 será "o terceiro ano em que a atividade económica mais  dificuldades enfrenta" e sustentou que o Governo PSD/CDS-PP que chefia tem  estado a atacar "as causas dessas dificuldades". 

Este ano, um grupo folclórico de Alvarães, concelho de Viana do Castelo,  e outro de Nespereira, concelho de Cinfães, foram os escolhidos para cantar  as janeiras nos jardins de São Bento no Dia de Reis, e Passos Coelho voltou  a enaltecer esta tradição. 

Imagens SIC