Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Os fiéis amigos de Sócrates

Portugal

  • 333

Foto: Gonçalo Rosa da Silva

Quem são e o que fazem alguns dos mais próximos de Sócrates?

  • Carlos Santos Silva

É um dos principais alvos da Operação Marquês. A Região Centro está cheia de projetos e obras das suas empresas, do Parque Escolar a vias de comunicação. Mas nunca o viram em cerimónias públicas, há gente que nem o conhece, se o vir. No grupo Lena, em Leiria, onde foi administrador, era conhecido como o sócio que nunca aparecia.

  • Manuel Santos Silva

Figura prestigiada na região, foi uma das 41 personalidades escolhidas pelo ex-ministro Manuel Pinho para integrar o conselho consultivo do Plano Tecnológico de Sócrates, mas diz à VISÃO que "nunca houve relação especial, apesar do respeito por ele". Foi reitor da UBI, é presidente da assembleia municipal da Covilhã e primo do arguido Carlos Santos Silva. 

  • Luís Patrão

Está de regresso a grandes responsabilidades no PS, pela mão de António Costa. Ex-secretário de Estado da Administração Interna, antigo chefe de gabinete de Guterres e Sócrates, vai gerir as finanças do partido. É o responsável pela entrada de Sócrates para o PS, após a saída do PSD.

  • Jorge Patrão

Irmão de Luís Patrão. Foi o amigo de infância que sustentou a história de que Sócrates estava, de facto, na escola, no dia do Portugal-Coreia, de 1966, um sábado. "Quando cheguei, ele estava lá a festejar". Presidente da Rede de Judiarias, dirigiu a Entidade de Turismo da Serra da Estrela e é presidente da administração do Parkurbis, Parque de Ciência e Tecnologia da Covilhã.

  • Vítor Pereira

Presidente da Câmara da Covilhã, advogado e antigo deputado, ligado ao PS/Castelo Branco, distrito que viu reforçada a sua presença nos órgãos nacionais do partido com a eleição de António Costa, passando de 13 para 18 elementos. Integra o Conselho de Jurisdição Nacional. No Parlamento, coordenou os eleitos do PS, onde reforçou a amizade com o ex-PM. Foi subdelegado do Instituto de Emprego e Formação Profissional na Região Centro, durante o período de governação socialista. Foi membro da assembleia de freguesia de Teixoso, a mesma onde fica a Proengel, uma das empresas de Carlos Santos Silva.

  • Paula Lourenço

Advogada de Carlos Santos Silva na Operação Marquês, é de uma família proprietária de várias unidades hoteleiras na Covilhã. Há muito tempo que vive em Lisboa. A proximidade com Sócrates virá da relação com Carlos Santos Silva, que o Ministério Público suspeita que terá sido o mediador do negócio dos "Magalhães", entre a JP Sá Couto e o Governo PS. Paula foi advogada da empresa nessa vaga de computadores do regime e defendeu Charles Smith e Manuel Pedro, dois dos arguidos no caso Freeport.

Artigos Relacionados