Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Os estivadores voltam na terça-feira

Portugal

  • 333

A manifestação dos estivadores decorreu sem quaisquer distúrbios. Os manifestantes foram recebidos por Assunção Esteves e voltam ao Parlamento na terça-feira. Ainda têm esperança... VEJA AS FOTOS

Crianças na Escola Primária de uma cooperativa agricola
1 / 47

Crianças na Escola Primária de uma cooperativa agricola

Crianças no Festival da primavera da amizade e das artes
2 / 47

Crianças no Festival da primavera da amizade e das artes

Desfile militar no centésimo aniversário de kim Il-Sung
3 / 47

Desfile militar no centésimo aniversário de kim Il-Sung

Desfile militar no centésimo aniversário de kim Il-Sung
4 / 47

Desfile militar no centésimo aniversário de kim Il-Sung

Dois soldados no cemitério dos mártires revolucionários
5 / 47

Dois soldados no cemitério dos mártires revolucionários

Entrada em Hamhung
6 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
7 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
8 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
9 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
10 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
11 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
12 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
13 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
14 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
15 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
16 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
17 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
18 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
19 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
20 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
21 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
22 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
23 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
24 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
25 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
26 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
27 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
28 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
29 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
30 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
31 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
32 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
33 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
34 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
35 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
36 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
37 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
38 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
39 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
40 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
41 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
42 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
43 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
44 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
45 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
46 / 47

Entrada em Hamhung

Entrada em Hamhung
47 / 47

Entrada em Hamhung

A manifestação dos estivadores decorreu esta quinta-feira em Lisboa sem registo de quaisquer problemas. Apenas o lançamento de foguetes e fumos agitou um pouco um protesto que terminou, pacificamente, depois de uma delegação de manifestantes ter mantido uma reunião com a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves.

Vítor Dias, presidente do Sindicato dos Estivadores do Centro e Sul, anunciou, no final desse encontro, que ficou marcada uma nova reunião, na próxima terça-feira, na Comissão das Obras Públicas, Transportes e Comunicações. O mesmo dirigente adiantou que o Governo ouviu algumas sugestões e estará receptivo a fazer algumas alterações ao novo regime. Perante isto, apelou à demobilização dos manifestantes, o que aconteceu sem problemas

Firmes na luta

O presidente do Sindicato dos Estivadores do Centro e Sul, Vítor Dias, garantira, durante a tarde, que "os estivadores estão firmes e vão continuar a lutar pelo direito ao trabalho com dignidade e com futuro".

No dia em que o novo regime do trabalho portuário foi votado na generalidade, os estivadores, que contestam a lei, marcharam até à Assembleia da República, para "dizer aos deputados que esta lei não serve ao país".

"Hoje passam três meses e meio desde que iniciámos a nossa luta. Toda a família portuária está firme em não parar este protesto, porque não podemos aceitar uma lei que precariza este setor e não serve os interesses do país", disse aos jornalistas o dirigente sindical, num protesto que se iniciou na Praça do Município, em Lisboa.

Estivadores de toda a Europa presentes

Estivadores de vários países europeus participaram na manifestação para apoiar os estivadores portugueses.

Em declarações a agência Lusa, o representante dos estivadores espanhóis, Jordi Aragunde, afirmou que a luta dos estivadores portugueses é também dos seus camaradas europeus porque "o que se possa conseguir em países como Portugal e Grécia repercute-se nos portos de toda a Europa".

"Por isso, não estão sozinhos e todo o sul da Europa os apoia", garantiu, afirmando o empenho dos estivadores espanhóis em que o Governo português "não dê nem mais um passo" na aprovação do novo regime do trabalho portuário.