Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nuno Santos à espera de ser despedido

Portugal

  • 333

O ex-diretor de informação da RTP foi suspenso preventivamente, por ordem do Conselho de Administração, enquanto aguarda processo disciplinar para despedimento

No seguimento das declarações no Parlamento, em que se dizia vítima de "saneamento político", o ex-diretor de informação da RTP, Nuno Santos, foi hoje suspenso preventivamente, por ordem do Conselho de Administração, enquanto aguarda processo disciplinar para despedimento. É mais um dano colateral do chamado 'Brutosgate', a propósito do visionamento de imagens da manifestação de dia 14 de novembro, que não passaram em antena, por parte de elementos da PSP.

Nuno Santos publicou no seu perfil do Facebook um comunicado em que revela: "Durante os dias que antecederam a minha ida à Comissão de Ética da Assembleia da República fui recebendo indicações de que era politicamente imperioso mover-me o processo que agora surge. O facto de não me ter conformado com o sumário julgamento feito em praça pública pelo Conselho de Administração da RTP, na conclusão do qual resultava claro o sinal de que, se eu ficasse calado, não haveria consequências disciplinares, foi determinante no desfecho que agora se deu."

E promete que, esta tarde, depois da audição na Entidade Reguladora para a Comunicação Social, dará conta da sua posição sobre este caso.