Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Moreira da Silva propõe agravar impostos ambientais para reduzir IRS e IRC

Portugal

  • 333

O dirigente nacional do PSD Jorge Moreira da Silva propõe, na qualidade de presidente da Plataforma para o Desenvolvimento Sustentável, um agravamento dos impostos ambientais que permita reduzir o IRS e o IRC, sem impacto orçamental. VEJA O VÍDEO E COMENTE

Jorge Moreira da Silva fez esta proposta de alteração fiscal para o curto prazo no Instituto de Ciências Sociais e Políticas, em Lisboa, durante a cerimónia de apresentação de um relatório com 511 recomendações da Plataforma para o Desenvolvimento Sustentável, associação cívica à qual preside.

"Defendemos, já no curto prazo, uma reponderação dos pesos relativos da carga fiscal, assegurando, num quadro de neutralidade fiscal, um aumento dos impostos ambientais que permita a redução dos impostos sobre o rendimento individual e sobre o rendimento", afirmou Moreira da Silva, que é o primeiro vice-presidente e coordenador da Comissão Política Nacional do PSD.

No final dessa cerimónia, em declarações aos jornalistas, Moreira da Silva defendeu que, no caso de em 2014 voltar a ser aplicada uma sobretaxa de 3,5% em sede de IRS, esta "deveria ser substituída por uma taxa de carbono de nove euros sobre todas as emissões nacionais de gases com efeitos de estufa", que produza uma receita igual, "700 milhões de euros".