Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministra da Justiça vaiada quando discursava em Gaia

Portugal

  • 333

Uma dezena de pessoas do movimento "Que se lixe a troika" interrompeu segunda-feira à noite o discurso da ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, em Gaia, com as palavras "demissão", "assassinos" e "Governo para a rua". VEJA O VÍDEO

Paula Teixeira da Cruz tinha começado a discursar em mais uma sessão do Clube dos Pensadores, em Gaia, quando uma dezena de pessoas começou a gritar palavras de ordem, empunhando cartazes onde se podia ler "Que se lixe a troika".

Os protestos não chegaram a durar cinco minutos e os manifestantes acabaram por abandonar a sala, apesar de a ministra se ter aproximado dos mesmos e dito "têm todo o direito de estar aqui" e "são muito bem-vindos".

Exceção para TAP e CGD "não será bem assim"

Sobre a hipótese de o regime de exceção da TAP e da CGD em relaçãi aos cortes salariais se manter, conforme noticiou na segunda-feira o jornal Público, a ministra da Justiça deixou tudo em aberto.

"Eu não gostaria muito de falar, não foi entregue ainda [o Orçamento do Estado de 2014] no parlamento e como compreenderão até por razões institucionais. Mas provavelmente não será bem assim", afirmou a ministra da Justiça.

Mais tarde, e instada a esclarecer a sua declaração, Paula Teixeira da Cruz limitou-se a responder: "Quero dizer exatamente aquilo que eu disse, e que quando o Orçamento for entregue (...) os senhores jornalistas terão oportunidade de ver qual é o regime."