Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ministério Público arquiva "casos Miguel Relvas"

Portugal

  • 333

o Ministério Público diz que não encontrou ilícitos criminais após averiguações aos casos das alegadas pressões a uma jornalista do Público e da licenciatura

O Ministério Público (MP) anunciou hoje que relativamente aos chamados "casos Miguel Relvas" cessaram as averiguações feitas por "não terem sido encontrados ilícitos criminais", não tendo sido instaurado qualquer inquérito.

"Relativamente aos chamados casos Miguel Relvas não foi instaurado qualquer inquérito, tendo cessado as averiguações feitas por não terem sido encontrados ilícitos criminais", revelou a Procuradoria-Geral da República, em resposta a uma pergunta da agência Lusa sobre os factos envolvendo o ministro Miguel Relvas.

Miguel Relvas surgiu envolvido na polémica relativa às alegadas pressões sobre jornalistas do "Público", no âmbito do caso das secretas, e também no caso da sua licenciatura pela Universidade Lusófona.