Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo português financia três barragens em Cabo Verde

Portugal

O Governo português vai financiar a construção de três barragens para a retenção de águas pluviais em Cabo Verde, no âmbito de um pacote financeiro de 100 milhões de euros, adianta fonte do Ministério do Ambiente cabo-verdiano

visao.pt

As três infra-estruturas hídricas serão construídas nas localidades de Salineiro, no concelho da Ribeira Grande (Cidade Velha); de Tabugal, em Santa Catarina; e de Faveta, em São Salvador do Mundo (Picos), todas na ilha de Santiago, onde se situa a barragem de Poilão, a única no país, erguida em 2006.

O arranque das obras, que permitirão a retenção de grandes quantidades da água da chuva que se perde no mar, está previsto para o início de 2010.

O ministro do Ambiente, Desenvolvimento Rural e Recursos Marinhos de Cabo Verde, José Maria Veiga, diz que já estão a ser efectuados trabalhos preliminares no sentido de ultimar os estudos de viabilidade dos projectos, a que se segue o lançamento dos concursos de adjudicação das obras às empresas escolhidas.

O pacote financeiro concedido pelo Governo português prevê ainda, além das três barragens, o desenvolvimento de projectos nas áreas das energias renováveis, a construção de diques de correcção torrencial e ainda a realização de 70 furos de captação de água no subsolo, de modo a permitir mais recursos para irrigar áreas ciclicamente afectadas por secas prolongadas.

José Maria Veiga anuncia ainda que o Governo cabo-verdiano está a trabalhar com outros parceiros para obter novos financiamentos visando a construção de mais barragens e um melhor aproveitamento das bacias hidrográficas. O Executivo vai também continuar a apostar no projecto de dessalinização de água do mar. "A nossa ideia é apostar fortemente na água e revolucionar a produção agrícola em Cabo Verde", garante.

A barragem de Poilão, construída por técnicos chineses na bacia hidrográfica de Ribeira Seca, permite a irrigação de 65 hectares de terrenos, e proporciona emprego a centenas de famílias das localidades vizinhas.

A infra-estrutura hidrídrica tem 26 metros de altura, 15 metros de comprimento e uma albufeira com capacidade para armazenar 1,7 milhões metros cúbicos de água.