Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Conversas entre Passos e Portas ainda decorrem

Portugal

  • 333

As conversas entre o presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o presidente do CDS-PP, Paulo Portas, ainda decorrem. O Presidente terá exigido a permanência de Portas no Governo

Esta tarde, à saída do seu encontro semanal com o Presidente da República, em Belém, o próprio primeiro-ministro disse aos jornalistas que os dois líderes partidários pretendem que seja "encontrada uma forma de poder garantir o apoio político do CDS-PP", dando a entender que este processo não está ainda totalmente concluído.

Nestas declarações, Pedro Passos Coelho começou por referir que já tinha sido "possível esclarecer a questão política do pedido de demissão do senhor ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros", acrescentando: "Trata-se de uma decisão que foi tomada a título pessoal e que não envolve o apoio do CDS-PP ao Governo".

O chefe do executivo e presidente do PSD adiantou ter-lhe sido transmitido por Paulo Portas que, "num quadro que deverá ser evidentemente agora aprofundado junto do doutor Paulo Portas e do próprio partido, será encontrada uma forma de poder garantir o apoio político do CDS-PP ao Governo e, nessa medida, de garantir a estabilidade política no país".

Pela sua parte, Pedro Passos Coelho declarou ter-se comprometido com Paulo Portas a "encontrar a melhor fórmula de garantir, tão rapidamente quanto possível, perante o país, a solução para esta situação". 

Governo, só com Portas

No entanto, segundo o Diário Económico, a referida solução ainda não terá sido alcançada porque o Presidente não terá concordado com o cenário apresentado por Passos Coelho e que passava por manter um governo de coligação com o CDS mas sem a presença de Paulo Portas.

Cavaco Silva terá exigido então que o líder centrista se mantenha como ministro.