Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chefe do FMI em Portugal diz que "economia portuguesa não sobrevive apenas com austeridade"

Portugal

  • 333

O chefe da missão do FMI na 'troika', o etíope Abebe Selassie, admitiu, em entrevista hoje ao jornal Público, são imperativas "reformas que melhorem a produtividade".

O chefe da missão do FMI na 'troika', o etíope Abebe Selassie, admitiu, em entrevista hoje ao jornal Público, que a economia portuguesa "não vai sobreviver" apenas com austeridade, sendo imperativas "reformas que melhorem a produtividade".

"Sempre disse que era muito importante ter uma melhoria da produtividade e uma contenção salarial. Mas se houver apenas austeridade, a economia não vai sobreviver. É imperativo que tenhamos também reformas que melhorem a produtividade. Boa parte do esforço do programa é nesse sentido. Resolver o problema da competitividade simplesmente reduzindo os salários não vai resultar", afirmou.

Abebe Selassie deslocou-se a Portugal no âmbito da quinta avaliação da 'troika' (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) ao plano de ajustamento da economia portuguesa, concluída na terça-feira, de que resultou um adiamento das metas para reduzir o défice.