Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cavaco afasta eleições antecipadas e diz que Orçamento é crucial para voltar aos mercados

Portugal

  • 333

O Presidente da República voltou hoje a afastar o cenário de eleições antecipadas, sublinhando que Portugal "é um país governável"

O Presidente da República voltou hoje a afastar o cenário de eleições antecipadas, sublinhando que Portugal "é um país governável" e que o "normal" é os mandatos dos Governos serem cumpridos até ao fim.

"Já disse noutra ocasião que é bom que Portugal seja na Europa um país normal e o normal na Europa, de que nós fazemos parte, é os mandatos serem cumpridos", afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, em declarações ais jornalistas no final de uma visita à base naval de Lisboa, no Alfeite, onde assistiu a um treino de apoio a ações de proteção civil.

Recuperando uma ideia já anteriormente por si defendida, Cavaco Silva recusou que Portugal seja "um país anormal dentro da Europa".

O Presidente da República considerou ainda que o Orçamento do Estado desempenha um "papel crucial" no regresso de Portugal aos mercados, mas escusou-se a comentar o documento por respeito ao trabalho que os deputados estão agora a desenvolver.

"O Orçamento do Estado desempenha um papel crucial no nosso regresso aos mercados", afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva.

Insistindo na necessidade de "observar a serenidade e a tranquilidade como o Governo irlandês está a tentar negociar aquilo que seja melhor para o interesse nacional", pois "normalmente a negociação do interesse nacional não se consegue negociando na praça pública", o Presidente da República escusou-se, contudo, pronunciar-se sobre o Orçamento do Estado (OE) para 2014 em concreto.