Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alternativa deve vir da redução da despesa estrutural e não de mais impostos - CSP

Portugal

  • 333

O presidente da Confederação dos Serviços de Portugal (CSP) disse hoje à Lusa esperar que o Governo encpontre alternativa à decisão do Tribunal Constitucional cortando a despesa estrutural do Estado e não aumentando impostos.

Luís Reis reagia assim à decisão do Tribunal Constitucional, que chumbou quatro artigos: o corte do subsídio de férias para o setor público, pensionistas e contratos de docência e investigação, bem como a criação de uma taxa de subsídio de doença e desemprego, medidas cujo impacto é superior a mil milhões de euros.

"A confederação acredita que o Governo terá a lucidez e a serenidade suficientes para, apesar desta decisão, ser capaz de não se desviar do objetivo de consolidação orçamental" e encontrar "uma alternativa a esta decisão", afirmou.