Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Joacine Katar-Moreira compara Daniel Oliveira à extrema-direita

Portugal

O comentador político e a deputada recém-eleita envolvem-se em troca de mensagens acusatórias no Twitter

Tudo começou com um texto de opinião de Daniel Oliveira, em que o comentador crítica a personalização na forma de fazer política. "Joacine tem sido atacada de forma abjeta. Por ser negra e assumir que isso é relevante. E a sua gaguez foi usada como motivo de escárnio. Mas é ela que escolhe a sua própria narrativa política. Ao decidir escrever um texto sobre a sua gaguez e ao desdobrar-se em declarações sobre si mesma, escolheu desviar as atenções da política", escreveu no Expresso. E acrescenta: "A conversão súbita do Livre à agenda identitária — onde está o partido de Rui Tavares? — apanhou-o impreparado. Os seus protagonistas correm desembestados e sem direção política por um campo de minas. Até cada exibição gratuita de experiências pessoais se transformar em bandeiras vazias de reivindicações políticas. Até o tempo que a gaguez precisa no regimento e a indumentária de um assessor se transformarem no que sobra do que devia ser uma luta emancipatória. Tudo demasiado pessoal."

Foi este texto, partilhado no Twitter, que originou uma troca de comentários entre Joacine Katar-Moreira e o comentador político, que chegou a apoiar o Livre. A nova deputada veio dizer que a postura de Daniel Oliveira "mascarada de bom senso", não tem sido diferente da de "associados da direita e sua extrema".

Depois deste Tweet, Joacine sublinha que a sua resposta não foi imediatismo das redes nem amadorimso, e reitera a afirmação. O que gera uma indignação de Daniel Oliveira, que sublinha que a "política não se divide entre os que estão por si e contra si. Muito menos a fronteira com a direita e a extrema-direita".