Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sindicato dos motoristas de matérias perigosas desconvoca greve

Portugal

Marcos Borga

O Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) anunciou este domingo que decidiu desconvocar a greve que se iniciou na segunda-feira, dia 12

A decisão anunciada pelo presidente do SNMMP, Francisco São Bento, foi tomada durante um plenário de trabalhadores do sindicato, que decorreu esta tarde em Aveiras de Cima e que durou cerca de três horas.

A paralisação, que começou na segunda-feira, dia 12, foi inicialmente convocada pelo SNMMP e pelo Sindicato Independente dos Motoristas (SIMM), mas este último desconvocou o protesto na quinta-feira à noite, após um encontro com a Antram sob mediação do Governo.

O Executivo já confirmou que irá realizar uma reunião na terça-feira, no Ministério das Infraestruturas e Habitação, em Lisboa.

"Se [a greve] está desconvocada, a reunião é terça-feira", disse à Lusa fonte oficial do ministério liderado por Pedro Nuno Santos, sem adiantar mais informação.

Esta tarde, antes do plenário do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNNMP), em Aveiras de Cima, no qual os trabalhadores decidiram desconvocar a greve, o Ministério das Infraestruturas já tinha admitido uma eventual reunião, fazendo depender o encontro do fim da greve.

"Caso o plenário do sindicato desconvoque a greve, a reunião no Ministério das Infraestruturas e Habitação, terça-feira, pelas 16:00, está confirmada", referiu a mesma fonte.

A paralisação começou na segunda-feira, 12 de agosto, por tempo indeterminado, para reivindicar junto da Antram o cumprimento do acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

No final do primeiro dia de greve, o Governo decretou uma requisição civil, parcial e gradual, alegando incumprimento dos serviços mínimos que tinha determinado.

ASSINE POR UM ANO A VISÃO, VISÃO JÚNIOR, JL, EXAME OU EXAME INFORMÁTICA E OFERECEMOS-LHE 6 MESES GRÁTIS, NA VERSÃO IMPRESSA E/OU DIGITAL. Saiba mais aqui.