Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

O que se pode fazer no novo portal ePortugal

Portugal

Todos os serviços públicos estarão agregados online numa nova plataforma com a qual o Governo pretende simplificar o acesso dos portugueses a serviços como a consulta da situação fiscal ou obter senhas de atendimento em serviços disponíveis nas lojas do cidadão

O portal do cidadão muda de nome para ePortugal, assumindo o lugar do Portal do Cidadão e do Balcão do empreendedor e agregando mais serviços públicos online.

Segundo o Governo, o ePortugal pode ser utilizado através do computador, telefone ou tablet, disponibiliza informação sobre mais de 1200 serviços públicos para cidadãos e 1300 para empresas e permite o acesso a serviços que dispensam deslocações a lojas ou pontos de atendimento.

Este novo portal, que surge no âmbito da Estratégia para a Transformação Digital na Administração Pública, centraliza um conjunto de serviços e aplicações, entre os quais o Mapa do Cidadão, com georreferenciação de todos os serviços da Administração Pública, a Agenda de Cidadão, a Bolsa de Documentos e as Certidões Online.

Serviços como a alteração de morada ou a renovação do Cartão de Cidadão também estarão disponíveis neste espaço, assim como a consulta da situação fiscal, social e de saúde, a obtenção eletrónica de senhas de atendimento e o acompanhamento do estado das filas de espera para serviços nas Lojas de Cidadão.

O ePortugal pode ser usado por qualquer cidadão, nacional ou estrangeiro, empresa ou entidade que necessite de interagir com a Administração Pública.

Segundo o Governo, a natureza interativa do portal é também reforçada com a implementação do SIGMA, o assistente virtual que garantirá o esclarecimento rápido de dúvidas e o apoio à navegação.

A mudança surge 15 anos depois do lançamento da primeira versão do Portal do Cidadão.

com Lusa