Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rubina Berardo pode ter dado morada errada à Assembleia da República

Portugal

A deputada do PSD declarou, aos serviços da Assembleia da República, viver na Madeira apesar de residir em Lisboa com o seu agregado familiar e de trabalhar na capital desde 2012

D.R.

De entre todos os deputados das regiões autónomas, Rubina Berardo foi a única dos doze a vir a público afirmar que não levanta os reembolsos das viagens nos CTT. Só que o caso da vice-presidente da bancada parlamentar do PSD levanta outros problemas. A deputada declarou viver na Madeira e recebe, desde que entrou para o Parlamento - em outubro de 2015 -, os subsídios e ajudas de custo correspondentes. No entanto, Rubina Berardo poderá ter induzido em erro os serviços da AR. Isto porque vive em LIsboa desde 2012, ano em que deixou o arquipélago para trabalhar na embaixada alemã como conselheira adjunta. Desde esse ano que reside na capital com o filho, que estuda numa escola de Lisboa. À VISÃO, diz estar "de consciência tranquila."

FIQUE A CONHECER TODA A HISTÓRIA NA REVISTA VISÃO QUE CHEGA ESTA QUARTA-FEIRA, 25 DE ABRIL, ÀS BANCAS