Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

O que é o Eurogrupo

Portugal

Yves Herman/ Reuters

Para que serve o organismo informal a que Mário Centeno vai presidir

Origem

É um órgão informal, criado em 2005. O seu poder emana da moeda única. É chamado a discutir políticas monetárias, orçamentais e estruturais dos 19 países da Zona Euro, assim como a assegurar a coordenação das políticas económicas. Tem sido acusado de tomar decisões “à porta fechada”, sem aprofundar o debate.

Reuniões

Habitualmente, os ministros das Finanças dos países do euro reúnem-se uma vez por mês, na presença do vice-presidente da Comissão Europeia com o pelouro do euro, Valdis Dombrovskis, do comissário dos Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici, do presidente do Banco Central Europeu, Mário Draghi, e do diretor do Mecanismo Europeu de Estabilidade, Klaus Regling

Sede

Os encontros decorrem no edifício do Conselho Europeu, no centro de Bruxelas. Não existe uma sede própria, mas o seu presidente tem um gabinete e uma pequena equipa de pessoas que o apoiam no cargo

Sucessão

Mário Centeno é o terceiro presidente do Eurogrupo e o primeiro oriundo de um país alvo de resgate. O primeiro foi o luxemburguês Jean-Claude Juncker, e o segundo o holandês Jeroem Dijsselbloem

"Os desafios do nosso Super Mário" para ler na VISÃO desta semana

  • Mário Centeno (Re)made in USA

    Economia

    A poucos dias da nomeação como ministro das Finanças do atual Governo, a VISÃO traçou o perfil de Mário Centeno. A eleição para o Eurogrupo serve agora de pretexto para voltar a publicar o retrato de vida do homem que começou a sua carreira na política a coordenar, a convite do PS, um cenário macroeconómico considerado liberal, e acabou a negociá-lo com o PCP e o BE, deixando cair muitas das suas ideias pelo caminho