Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo dá luz verde a 14 novas centrais solares fotovoltaicas

Portugal

Max Rossi

Investimento de 381 milhões de euros, sem custos para os consumidores, vai traduzir-se numa capacidade instalada de 521 megawatts

O Governo autorizou 14 centrais solares fotovoltaicas, sem custos para os consumidores, foi hoje anunciado. Trata-se de um investimento estimado de 381 milhões de euros que se traduz numa capacidade instalada de 521 megawatts.

Segundo informação do gabinete do secretário de Estado da Energia, neste processo, incluído na promoção de energias renováveis, as cauções pagas ao Estado pelos promotores totalizam seis milhões de euros.

O Governo informou ainda que há 46 pedidos de licenciamento que se encontram presentemente em fase de instrução na Direção Geral de Energia e Geologia, o que equivale a 1.106 megawatts de capacidade instalada e a um investimento potencial de 995 milhões de euros.

Entre 1 e 15 de setembro decorre o novo período de licenciamento para projetos de produção em regime especial na Direção Geral de Energia e Geologia.

Portugal conta com 20.758 megawatts de capacidade instalada de produção de eletricidade, dos quais 5.313 megawatts correspondem a energia eólica e 291 megawatts são de origem fotovoltaica.

A parcela relativa à energia térmica e hídrica é de 8.287 megawatts e 7.108 megawatts, respetivamente. Os restantes 29 megawatts referem-se à geotermia.

A União Europeia definiu, através da Diretiva FER relativa à promoção de utilização de energia proveniente de fontes renováveis, o objetivo de alcançar, em Portugal, em 2020, uma quota de 31% de energia proveniente de fontes renováveis no consumo final bruto de energia.

Com Lusa