Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Esquerda, direita, mas nunca volver

Portugal

  • 333

José Carlos Carvalho

Marcelo Rebelo de Sousa começou o terceiro dia de visita aos Açores com uma descida, em passo rápido, do Monte Brasil, na Ilha Terceira. Pelo trilho, entre as árvores, não faltaram comentários políticos

À chegada ao miradouro das Cruzinhas, tinha à sua espera um grupo de cantares alentejanos - Cavaquinhos do Alentejo, vindos das Alcáçovas para um espetáculo. Começou, portanto, o dia, a acompanhar um "ponha aqui o seu pezinho, devagar, devagarinho" cantado à capela, sem cavaquinho, porque o grupo não esperava encontrar ali o Presidente da República.

José Carlos Carvalho

Partilharam a vista sobre Angra do Heroísmo, e seguiram cada um o seu destino. Marcelo Rebelo de Sousa, de fato e gravata azul, meteu-se pelos trilhos, Monte Brasil abaixo, até à cidade. Sem povo, acompanhado pelo presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, e o presidente da Câmara Municipal de Angra, Álamo Menezes, que o iam guiando pelo caminho.

O devagar devagarinho ficara lá em cima, nos cantares. A descida fez-se a passo rápido, de corrida, levando o Presidente, que ditava o ritmo, a dizer que “isto confirma uma coisa: descer na vida é mais fácil que subir”.

Para baixo é que era o caminho. Até que se colocou a escolha de virar à esquerda ou à direita. Marcelo não perdeu a oportunidade. Disse que tem de ter cuidado... "Quase sempre onde vou dizem-me ‘para a esquerda, senhor Presidente, para a esquerda’. Mas eu não tenho feito outra coisa senão conviver com a esquerda”. Estava, de facto, ladeado de dois anfitriões de esquerda (tanto Vasco Cordeiro como Álamo Menezes foram eleitos pelo Partido Socialista) e picou um deles: "Ele (Vasco Cordeiro) não precisa porque ele de vez em quando também vira à direita ou ao centro." Ao que Cordeiro responde, conhecendo o percurso, "Mas depois de uma curva à direita, há sempre uma curva à esquerda"

Continuaram a descer. Com o mínimo dos cuidados, porque "se se desequilibra, nem a alma se salva", alerta Marcelo. Mas a conversa rapidamente voltou ao ponto de partida, ao direita, esquerda, mas nunca volver. Com o caminho a virar "para a direita outra vez", o Presidente voltou à política.

"Tem de ser, de vez em quando, ao de leve...".

Esta tarde, já na ilha do Pico, Marcelo Rebelo de Sousa terá um encontro privado com Duarte Freitas, líder do PSD dos Açores.