Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Costa diz que haverá aumentos reais das pensões mais baixas e dos apoios sociais

Portugal

  • 333

Marcos Borga

"Não é à custa de baixos salários que ganhamos competitividade", defendeu o primeiro-ministro, no fecho da 'rentrée' política do PS

Lusa

António Costa afirmou este sábado que o Governo atualizará em termos reais o Índice de Apoios Sociais (IAS) e que as pensões mais baixas terão reposição do poder de compra, diminuindo-se a desigualdade entre pensionistas.

O primeiro-ministro falava no encerramento da 'rentrée' política do PS em Coimbra, num discurso em que destacou medidas em preparação pelo seu executivo para aumentar as pensões mais baixas, o salário mínimo e o IAS, embora sem quantificar.

"Nos limites das nossas capacidades, não deixaremos de assegurar àqueles que recebem as mais baixas pensões que as suas pensões serão respostas e permitirão repor o poder de compra, diminuindo as desigualdades entre pensionistas. Sim, esses que trabalharam, que descontaram e que vivem das suas pensões têm também o direito de ver reduzidas as suas desigualdades", declarou o líder socialista.

Também segundo António Costa, "pela primeira vez desde 2009", este ano será atualizado o IAS - uma medida que classificou como "essencial para que não se deteriore em valor real o conjunto de prestações sociais, apesar da baixa inflação, e permita uma recuperação de rendimento a quem mais carece".

"O Governo também não desistirá do aumento progressivo do salário mínimo nacional. Ao contrário do que muitos diziam, o aumento do salário mínimo [em 2016] não contribuiu este ano para o aumento do desemprego, que se reduziu este ano", defendeu.

Sobre a política de rendimentos do seu Governo, o primeiro-ministro advertiu que, ao contrário do passado, não se podem dar "incentivos errados à sociedade, designadamente a trabalhadores, empresários ou desempregados".

"Temos de dar o incentivo de que vale a pena trabalhar e que não é à custa de baixos salários que ganhamos competitividade", sustentou.