Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Uruguaio comeu ratos durante quatro meses para sobreviver nos Andes

Mundo

  • 333

Raúl Circunegui perdeu-se na cordilheira dos Andes no mês de maio. O uruguaio tentava atravessar as montanhas do Chile para a Argentina. Quando a sua moto avariou, tentou prosseguir a pé

O uruguaio Raúl Circunegui, de 58 anos, foi encontrado com vida no passado dia 8 de setembro, depois de ter desaparecido em maio. Durante os quatro meses que esteve perdido na cordilheira dos Andes, Circunegui sobreviveu alimentando-se de ratos e de passas de uvas.

O homem - que se perdeu quando tentava atravessar a pé as montanhas que ligam o Chile à Argentina, depois da sua moto ter avariado - foi encontrado por agentes da província de San Juan, na Argentina, que se encontravam numa expedição para medir os níveis de neve. O uruguaio estava abrigado numa gruta a cerca de três mil metros acima do nível do mar.

Raúl Circunegui - que pouco se alimentou durante o inverno do hemisfério sul - perdeu cerca de 20 kg. Atualmente está a receber cuidados médicos, uma vez que se trata de um paciente com tensão alta, histórico de tabagismo e claro, sinais de desnutrição e de desidratação.

José Luis Gioja, governador da província de San Juan, explica que ainda não acredita que encontraram o homem - que já entrou em contacto com os familiares - e revela: "Eu perguntei-lhe se ele era crente e ele respondeu que não era até agora".

No ano de 1972 um avião - que transportava uma equipa uruguaia de râguebi - também caiu na cordilheira dos Andes e muitos dos sobreviventes alimentaram-se de carne humana de colegas que morreram no desastre.