Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Turista encontrada morta há duas semanas em depósito de água de hotel

Mundo

  • 333

O corpo de uma mulher foi encontrado, esta semana, num depósito de água de um hotel de Los Angeles, depois dos hóspedes se queixarem do sabor estranho da água da torneira

A polícia de Los Angeles investiga agora a causa da morte da turista canadiana Elisa Lam, de 21 anos, cujo corpo terá permanecido por mais de duas semanas num depósito de água potável do hotel.

O cadáver só foi descoberto na última terça-feira e as a autoridades continuam a desconhecer as causas da morte. Na sexta-feira, o instituto médico legal de Los Angelres anunciou que os resultados da autópsia são insuficientes para determinar se a mulher foi, ou não, assassinada.

A polícia andava há duas semanas à procura de Elisa, até que os hóspedes do hotel Cecil, onde ela estava, começaram a queixar-se de um sabor estranho na água.

Foi apenas quando a equipa de manutenção do hotel foi verificar estado do reservatório localizado no telhado do edifício que foi encontrado o corpo de Elisa.

Análises feitas à água proveniente daquele depósito determinou que o líquido não continha bactérias prejudiciais à saúde, segundo informou hoje à emissora "NBC" o diretor de saúde ambiental do condado de Los Angeles, Angelo Bellomo.

"É provável que a cisterna tivesse cloro suficiente para destruir qualquer bactéria que pudesse ter estado presente", explicou Bellomo.