Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tufão Haiyan provoca milhares de mortos nas Filipinas

Mundo

  • 333

Mais de 600.000 pessoas foram deslocadas de suas casas no Vietname devido à aproximação do super tufão que terá provocado cerca de 10 mil mortos à passagem no centro das Filipinas. VEJA AS FOTOS

MÁSCARA, CAOS E SILÊNCIO - É a primeira sensação e uma espécie de passaporte para uma nova realidade: o momento em que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se confunde com a esperança que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se
1 / 22

MÁSCARA, CAOS E SILÊNCIO - É a primeira sensação e uma espécie de passaporte para uma nova realidade: o momento em que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se confunde com a esperança que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se

moonspell
2 / 22

moonspell

moonspell
3 / 22

moonspell

moonspell
4 / 22

moonspell

moonspell
5 / 22

moonspell

moonspell
6 / 22

moonspell

moonspell
7 / 22

moonspell

moonspell
8 / 22

moonspell

moonspell
9 / 22

moonspell

moonspell
10 / 22

moonspell

moonspell
11 / 22

moonspell

moonspell
12 / 22

moonspell

moonspell
13 / 22

moonspell

moonspell
14 / 22

moonspell

moonspell
15 / 22

moonspell

moonspell
16 / 22

moonspell

moonspell
17 / 22

moonspell

moonspell
18 / 22

moonspell

moonspell
19 / 22

moonspell

moonspell
20 / 22

moonspell

moonspell
21 / 22

moonspell

moonspell
22 / 22

moonspell

Os números oficiais de mortes não param de aumentar nas Filipinas. Os números divulgados são contraditórios e as autoridades filipinas avançam com mais de 10 mil mortes. 

O Haiyan desloca-se agora para o Vietname onde mais de 600.000 pessoas foram deslocadas de suas casas devido à aproximação do super tufão que terá provocado cerca de 10 mil mortos à passagem no centro das Filipinas.

As autoridades filipinas referem que os ventos com uma média de 235 quilómetros por hora, mas as rajadas chegaram aos 315 quilómetros por hora em alguns pontos, a que se juntaram a tempestades no mar, com vagas que atingiram as cidades costeiras.

Mais de 300 pessoas morreram e outras 2.000 estão dadas como desaparecidas na ilha filipina de Samar, revelou hoje um responsável local.

Leo Dacaynos, membro das equipas de socorro da ilha, explicou à rádio DZBB que 300 pessoas foram já confirmadas mortas em Basey, uma pequena cidade de Samar.

O mesmo responsável acrescentou que quase 2.000 outras pessoas estão desaparecidas em Basey e noutras cidades e vilas da ilha.