Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tensão sobe de tom em São Paulo

Mundo

  • 333

Milhares de brasileiros voltaram às ruas de várias cidades, com cerca de 50 mil pessoas a manifestarem-se só em São Paulo, palco de novos episódios de violência, com um carro de exteriores de uma televisão incendiado e saques a lojas e bancos. VEJA AS FOTOS

Benfica 0 - 2 Barcelona
1 / 14

Benfica 0 - 2 Barcelona

Benfica 0 - 2 Barcelona
2 / 14

Benfica 0 - 2 Barcelona

Benfica 0 - 2 Barcelona
3 / 14

Benfica 0 - 2 Barcelona

Benfica 0 - 2 Barcelona
4 / 14

Benfica 0 - 2 Barcelona

Benfica 0 - 2 Barcelona
5 / 14

Benfica 0 - 2 Barcelona

Benfica 0 - 2 Barcelona
6 / 14

Benfica 0 - 2 Barcelona

Galatasaray 0 - 2 Braga
7 / 14

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
8 / 14

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
9 / 14

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
10 / 14

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
11 / 14

Galatasaray 0 - 2 Braga

Galatasaray 0 - 2 Braga
12 / 14

Galatasaray 0 - 2 Braga

Juventus 1 - 1 Shakhtar Donetsk
13 / 14

Juventus 1 - 1 Shakhtar Donetsk

Juventus 1 - 1 Shakhtar Donetsk
14 / 14

Juventus 1 - 1 Shakhtar Donetsk

Apesar de a maioria das manifestações um pouco por todo o país decorrer de forma pacífica, os protestos em São Paulo continuam a ser marcados por atos de violência e confrontos com as autoridades, que fazem subir o clima de tensão na cidade.

Pelo menos 50 mil pessoas juntaram-se na Praça da Sé, dividindo-se depois em vários grupos que seguiram em diferentes direções. Já de madrugada, integrantes de um desses grupos incendiaram um painel publicitário, desencadeando uma reação da polícia de intervenção, que disparou bombas de gás lacrimogéneo.

Noutro ponto da cidade, os manifestantes atacaram a polícia que protegia o edifício da Prefeitura. Os confrontos foram subindo de tom, com os próprios participantes no protesto a desentenderem-se entre si, acabando por incendiar uma carrinha da Rede Record. Pouco depois, várias lojas e bandos das redondezas foram alvo de uma onda de saques.

Os bombeiros tiveram de ser chamados para conter os vários focos de incêndio e as autoridades dispararam tiros de borracha.