Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Snowden pede oficialmente asilo à Rússia

Mundo

  • 333

Edward Snowden solicitou hoje asilo provisório à Rússia. O ex-consultor informático da CIA acredita que assim poderá viajar para a América Latina

O ex-consultor dos serviços de informações dos Estados Unidos Edward Snowden entregou hoje um pedido formal de asilo político temporário à Rússia, anunciou um advogado russo que tem mantido contactos com ele, Anatoli Kutcherena.

"O pedido foi enviado às autoridades russas", afirmou o advogado, membro da Câmara Civil, um órgão consultivo, depois de se ter encontrado com Snowden na zona de trânsito do aeroporto de Sheremetievo, onde o ex-consultor espera há três semanas por uma solução diplomática.

Na passada sexta-feira Snowden demonstrou a sua intenção em pedir asilo provisório à Rússia - num encontro no aeroporto de Moscovo que contou com advogados e defensores dos direitos russos - com o objectivo de poder viajar para a Venezuela, para a Bolívia ou para o Nicarágua - países dispostos a dar-lhe asilo.

Anatoli Kucherena, um dos advogados que esteve presente nessa reunião, afirmou ter entregado o pedido do ex-consultor às autoridades russas, depois de lo ter esclarecido de como tudo funciona: "Como Snowden não fala russo nem conhece a nossa legislação, expliquei-lhe tudo sobre as condições e as leis de um refugiado."

Svetlana Gannushkina, militante russa dos direitos humanos, explica que Snowden fez um pedido de asilo provisório à Rússia porque este acredita que o país não iria conceder asilo definitivo a um americano nas suas condições.

Há cerca de duas semanas o ex-consultor informático pediu asilo definitivo à Rússia, no entanto, retirou-o quando conheceu as condições do presidente Vladimir Putin - que pretendia que Snowden deixasse de fazer revelações sobre o programa de espionagem americano, para não colocar em causa as relações entre os dois países.

Edward Snowden encontra-se retido no Aeroporto de Moscovo há cerca de um mês e é acusado de espionagem pelos EUA.