Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Síria vai dar acesso às Nações Unidas ao local do alegado ataque com armas químicas

Mundo

Reuters

Um comunicado emitido este domingo na televisão estatal indica que o governo sírio e as Nações Unidas chegaram a um acordo que vai permitir à ONU o acesso ao local que foi palco, na última quarta-feira, do alegado ataque com armas químicas 

A investigação da ONU ao que realmente aconteceu na passada quarta-feira poderá começar já amanhã, depois do acordo alcançado este domingo.

Segundo as Nações Unidas, a equipa de peritos que chegou esta semana à Síria, para investigar alegações anteriores de uso de armas químicas, tem instruções para focar agora as suas atenções no alegado ataque de quarta-feira.

Segundo os Médicos Sem Fronteiras, mais de 350 pessoas morreram e mais de 3.600 apresentaram sintomas "neurotóxicos", que a oposição atribui a um gás tóxico lançado nos subúrbios de Damasco.

A eventual confirmação do uso de armas químicas poderá ter várias consequências. Na semana passada, a França, por exemplo, avisava que se uma investigação independente confirmasse o ataque químico, enviaria uma força militar para a Síria.