Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Síria: Obama ainda não tomou nenhuma decisão

Mundo

  • 333

O Presidente dos EUA, Barack Obama, garante que não tomou nenhuma decisão sobre uma intervenção na Síria, mas adiantou que qualquer ação norte-americana será um aviso de que "é melhor" Damasco não usar armas químicas de novo

"Não tomei nenhuma decisão", disse Obama numa entrevista, quarta-feira, à estação televisiva pública PBS quando foi questionado se iria ordenar uma ação militar contra a Síria.

Na entrevista, o Presidente norte-americano insistiu que não tem dúvidas de que o regime sírio usou armas químicas contra civis, no passado 21 de agosto, e que qualquer decisão da sua administração irá no sentido de dissuadir as autoridades de Damasco de ações semelhantes no futuro.

O Governo sírio, avisou, "vai receber um forte aviso de que é melhor  não voltar a fazê-lo".  

Regime fala em novos ataques químicos

O representante da Síria nas Nações Unidas, por seu lado, garante que dezenas de soldados sírios inalaram gás venenoso em novos ataques no país, após 21 de agosto, e pediu à ONU para investigar.

O embaixador Bashar Jaafari, em declarações aos jornalistas em Nova Iorque, disse que pediu ao secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para prolongar o prazo de permanência dos peritos da ONU que estão a investigar o possível uso de armas químicas na Síria, em 21 de agosto, para incluir estes novos incidentes que descreveu como "atrozes".

O diplomata afirmou que dezenas de soldados sírios estão a ser tratados nos hospitais em resultado de novos ataques, ocorridos a 22, 24 e 25 de agosto nos subúrbios de Damasco, não adiantando mais detalhes.