Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Síria: A tragédia interminável em números e imagens

Mundo

  • 333

A guerra, de 22 meses, para depor Bashar al-Assad, atingiu "níveis de violência sem precedentes". Veja algumas das imagens - e dos números - mais marcantes do conflito

Rebelião - Um milhar de milícias, um número indeterminado das quais jihadistas, compõem o Exército Livre da Síria, que aparenta ter estado a receber mais do que «cantis de água» do Ocidente. O risco de que este conflito alastre a outras partes do Médio Oriente é grande
1 / 1

Rebelião - Um milhar de milícias, um número indeterminado das quais jihadistas, compõem o Exército Livre da Síria, que aparenta ter estado a receber mais do que «cantis de água» do Ocidente. O risco de que este conflito alastre a outras partes do Médio Oriente é grande

Os números da guerra

50 mil homens e 4 mil tanques é quanto se estima tenha o exército sírio, depois de deserções que chegaram aos 20 mil militares num só mês. O Exército Livre da Síria - os rebeldes - terá o dobro dos efetivos, menos bem treinados e equipados.

60 mil pessoas já morreram, desde o início do conflito, em março de 2011, segundo a ONU.

4 milhões de pessoas - um em cada cinco sírios - necessita de ajuda humanitária. Destes, 3 milhões precisam de comida.

2 milhões de sírios são refugiados ou deslocados internos. Os 700 mil que estão nas fronteiras do Iraque, Jordânia e Turquia podem ultrapassar facilmente um milhão durante 2013.

20% é quanto se estima que a economia síria tenha encolhido durante 2012.

40% é quanto subiu a taxa de inflação, desde o início da guerra civil

25% das escolas sírias foram destruídas ou estão convertidas em instalações militares. 

50% dos hospitais foram afetados pelas bombas. Um terço está encerrado.

1 519 milhões de dólares foi quanto a ONU pediu - e obteve -  para dar assistência aos refugiados sírios nos países limítrofes (mil milhões) e deslocados internos (500 milhões).