Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ricardo III terá sido enterrado à pressa e com as mãos amarradas

Mundo

  • 333

Reuters

O esqueleto do monarca britânico encontrado em setembro do ano passado num parque de estacionamento em Leicester, no centro da Inglaterra, tem sido analisado por vários especialistas, que chegam agora a novas conclusões

O trabalho de arqueólogos e geneticistas da Universidade de Leicester, no Reino Unido, revela que Ricardo III, que morreu na batalha de Bosworth em 1485, depois de governar o país por apenas dois anos, foi enterrado "à pressa" e com as mãos amarradas. 

Além de não terem encontrado sinais de caixão nem de vestes especiais para envolver o morto, os autores do estudo agora publicado na  revista especializada "Antiquity" concluem ainda que o monarca foi enterrado numa cova mal preparada e pequena demais para o seu corpo.

As provas analisadas indicam ainda que Ricardo III foi sepultado com as mãos amarradas, numa posição pouco usual - de lado, o que reforça a tese de que não terá havido qualquer esforço no sentido de enterrar o rei adequadamente. 

O esqueleto foi descoberto em setembro do ano passado, no local onde antes se erguia a capela onde estava o túmulo de Ricardo III. Em fevereiro deste ano, foi anunciado que pertencia mesmo ao antigo rei de Inglaterra. 

As ossadas mostram ainda um grave desvio na coluna e traumatismos compatíveis com ferimentos no campo de batalha.