Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Revista diz que tem fotos ainda mais comprometedoras de Kate Middleton

Mundo

  • 333

Reprodução

A diretora da revista francesa Closer não se arrepende de ter publicado as fotos da princesa Kate Middleton em topless

A publicação, por parte da revista francesa Closer, de fotos íntimas do herdeiro do trono britânico a sua mulher durante as férias no Sul de França, gerou grande polémica e fez a Família Real reagir, anunciando um processo contra a publicação. 

Quando está em vias de sofrer o primeiro processo envolvendo a realeza britânica, Laurence Pieau veio a público defender a publicação que dirige, numa entrevista à Agência France Press. 

A diretora da Closer começa por afirmar que não acha que as imagens tenham demasiado impacto. "As fotos não são assim tão chocantes", diz a diretora, defendendo que "wlas mostram uma mulher jovem fazendo topless, como se vê em inúmeras praias por ai".

A prática do topless é comum na Europa e, segundo a diretora, a atitude da duquesa não deveria chocar e nem escandalizar ninguém.



"É um casal jovem que acaba de se casar. Eles estão apaixonados. Eles são lindos. Ela é a princesa do século 21", conclui Laurence.

A editora acaba ainda por dar a entender que existem outras imagens bem mais picantes que aquelas que foram publicadas, mas que não, garante, serão reveladas.

"Éramos os únicos com estas informações, sabíamos que era exclusivo e não sofremos nenhum tipo de pressão. Não escondemos o facto de que existem outras imagens íntimas que não publicamos e nem iremos publicar. Provavelmente outros jornais decidiriam publicar, mas esse não foi o nosso foco. Estamos no ramo das celebridades, e sabemos que estas imagens não são degradantes, e sim cheias de vida."