Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quase 100 mulheres sofreram abusos sexuais em quatro dias na Praça Tahrir

Mundo

  • 333

Reuters

Segundo a Human Rights Watch, perto de 100 mulheres sofreram abusos sexuais em apenas quatro dias de manifestações contra o presidente Morsi na Praça Tahrir, no Cairo

De acordo com a mesma organização, várias das vítimas foram ainda agredidas com correntes de metal, cadeiras, paus e facas.

Os abusos decorreram no decurso dos protestos na emblemática praça da capital egípcia que culminariam quarta-feira com a deposição de Mohamed Morsi na sequência de um golpe militar.

"São crimes sérios que estão a impedir as mulheres de participar plenamente na vida pública no Egito num ponto crítico do desenvolvimento do país", lamenta o vice-diretor da Human Rights Watch para o Médio Oriente, Jor Stork.