Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Protesto de professores no Rio de Janeiro termina com violência

Mundo

  • 333

Os protestos iniciados por um grupo de professores no Rio de Janeiro, aos quais se juntaram elementos do movimento radical "Black Block", registaram vários focos de violência. VEJA AS FOTOS

Chegue atrasado Por duas razões: Em primeiro lugar para evitar ter de fazer sala com aquela colega aborrecida com quem nunca trocou uma palavra e que é sempre a primeira a chegar; E em segundo, porque, assim, quando chegar, todos terão uma desculpa para interromper as conversas de circunstância: "Olha quem chegou!"
1 / 7

Chegue atrasado Por duas razões: Em primeiro lugar para evitar ter de fazer sala com aquela colega aborrecida com quem nunca trocou uma palavra e que é sempre a primeira a chegar; E em segundo, porque, assim, quando chegar, todos terão uma desculpa para interromper as conversas de circunstância: "Olha quem chegou!"

Nunca se ofereça para planear... e muito menos para limpar Os "homens a sério", garante a GQ, deixam os detalhes sujos para os outros, porque estão ocupados a ter ideias fantásticas
2 / 7

Nunca se ofereça para planear... e muito menos para limpar Os "homens a sério", garante a GQ, deixam os detalhes sujos para os outros, porque estão ocupados a ter ideias fantásticas

Leve sempre um acompanhante É a melhor desculpa para ser anti-social
3 / 7

Leve sempre um acompanhante É a melhor desculpa para ser anti-social

Guarde as substâncias ilícitas para quando o patrão estiver a falar Pode querer sair dalí quando estiver a ouvir falar do ótimo desempenho da empresa que em nada reverte para si
4 / 7

Guarde as substâncias ilícitas para quando o patrão estiver a falar Pode querer sair dalí quando estiver a ouvir falar do ótimo desempenho da empresa que em nada reverte para si

Se não houver um «depois da festa», faça com que haja Só para o caso de precisar desanuviar depois da festa oficial
5 / 7

Se não houver um «depois da festa», faça com que haja Só para o caso de precisar desanuviar depois da festa oficial

Coma antes de ir Com todos os cortes que todas as empresas estão a enfrentar, é melhor não arriscar
6 / 7

Coma antes de ir Com todos os cortes que todas as empresas estão a enfrentar, é melhor não arriscar

Se não for bar aberto não é uma festa Neste caso, o melhor é mesmo desistir
7 / 7

Se não for bar aberto não é uma festa Neste caso, o melhor é mesmo desistir

Os protestos, que decorreram no centro da cidade, frente ao edifício da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, terminaram em confrontos entre polícias e manifestantes, alguns dos quais professores que reclamavam a distribuição de postos e aumentos salariais.

Apesar do protesto dos professores o projeto de lei do "plano de postos, carreiras e remunerações" foi aprovado terça-feira pelo governo municipal e terá agora de ser ratificado pelo presidente do município, Eduardo Paes.

A votação do projeto de lei decorreu num clima de tensão no exterior da Câmara Municipal onde a polícia militarizada recorreu a balas de borracha e gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes, entre os quais estavam elementos do movimento radical "Black Block".

O próprio edifício municipal acabaria por ser afetado com gás lacrimogéneo obrigando vários funcionários a abandonar as instalações.

Pelo menos seis pessoas terão sido detidas por atos de vandalismo em diversos edifícios nas imediações da Câmara Municipal.