Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presumível autor de tiroteio em universidade norte-americana considerado inimputável

Mundo

  • 333

Associated Press

Um juiz norte-americano decidiu que o presumível autor do tiroteio que causou sete mortos, em abril do ano passado, numa universidade na Califórnia não é mentalmente são para poder ser julgado

Segundo o jornal San Francisco Chronicle, dois especialistas que efetuaram uma avaliação psiquiátrica a One Goh, de 44 anos, concluíram que o norte-americano de ascendência coreana não é imputável, tendo-lhe diagnosticado uma esquizofrenia paranoide, segundo o advogado de defesa, David Klaus.

One Goh compareceu diante da juíza Carrie Panetta, a qual ordenou que se apresentasse novamente a tribunal dentro de três semanas. Segundo o San Francisco Chronicle, One Goh permanecerá numa instituição especializada.

Nem David Klaus nem o tribunal confirmaram esta informação divulgada pelo jornal.

Sobre o suspeito pendem dez acusações, sete por homicídio e três por tentativa do mesmo.

One Goh entregou-se às autoridades norte-americanas pouco depois do tiroteio que teve como palco a Universidade de Oikos, em Oakland, nos arredores de São Francisco, a 02 de abril de 2012.

A pequena universidade, de matriz cristã, serve sobretudo a comunidade coreana de Oakland. Aquando do tiroteio, cerca de 35 pessoas estavam dentro do edifício. Das dez atingidas pelos disparos, cinco foram declaradas mortas no local, enquanto outras duas viriam a falecer, mais tarde, no hospital.