Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Polícia dispersa manifestação em Marrocos contra a libertação de pedófilo espanhol

Mundo

  • 333

Reuters

A polícia marroquina dispersou na sexta-feira milhares de pessoas que se manifestavam em frente ao parlamento em Rabat contra o perdão real concedido a um espanhol, condenado a 30 anos de prisão por abusos sexuais de 11 menores

"Que vergonha, os filhos do povo estão em perigo", gritavam os manifestantes.

Na sequência dos confrontos registados com a polícia, pelo menos 10 manifestantes ficaram feridos.

Daniel Galván Viña, de 65 anos, foi condenado em 2011 e é um dos 48 espanhóis que receberam esta semana o perdão do rei Mohamed VI, uma decisão que, segundo a casa real marroquina, foi tomada durante a recente visita do rei Juan Carlos I a Marrocos.

Este espanhol saiu em liberdade na terça-feira da prisão de Kenitra, a 40 quilómetros a norte de Rabat, e, segundo as autoridades marroquinas, será deportado e ficará definitivamente proibido de voltar a entrar em Marrocos, onde cometeu os abusos sexuais de 11 menores com idades entre os quatro e os 15 anos pelos quais foi condenado.