Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Polícia alemão detido pela morte de homem que conheceu num site de canibalismo

Mundo

  • 333

Reuters

Um agente da polícia alemã confessou ter morto e cortado em pedaços um homem que conheceu num site e que teria manifestado a fantasia de ser comido por outra pessoa

O especialista em caligrafia e análise de documentos foi detido na quarta-feira, no seu local de trabalho, Intituto Técnico de Criminologia alemão. Aos investigadores, o polícia confessou ter esfaqueado fatalmente, na garganta, um homem que conhecera pessoalmente algumas horas antes. 

Às autoridades, o alemão, de 55 anos, contou que cortou o corpo em vários pedaços, enterrando-o em sítios diferentes na sua propriedade. 

O episódio terá ocorrido no passado dia 4 de novembro, cerca de um mês depois de os dois homens se terem conhecido na Internet, num site dedicado ao canibalismo.

A vítima, de 59 anos, que viajou 400 quilómetros de autocarro, de Hannover até Dresden, para o encontro, estava dado como desaparecido desde 11 de novembro. Dois dias mais tarde, testemunhas relataram às autoridades que o homem fantasiava, "desde a juventude, ser morto e comido por outra pessoa".