Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pirata somali atraído para a prisão com promessa de protagonismo no cinema

Mundo

  • 333

Imagem do navio belga Pompei, sequestrado em 2009

Reuters

As autoridades belgas conseguiram capturar um muito procurado pirata somali depois de o atrairem a Bruxelas com a promessa de que teria o papel principal num filme sobre a sua vida

Mohamd Abdi Hassan aterrou em Bruxelas pronto para assinar um contrato para um filme sobre a sua vida em alto mar. Mas o guião das autoridades belgas era bem diferente e o pirata foi detido à chegada, acusado de rapto, pirataria e crime organizado, em relação ao sequestro do navio belga Pompei, em 2009, quando nove tripulantes foram mantidos reféns durante 70 dias.

"É um dos mais importantes e infames líderes piratas, responsável pelo sequestro de dezenas de navios comerciais entre 2008 e 2013", explicou esta segunda-feira o representante do Ministério Público Johan Delmulle.

As autoridades malásias tinham estado perto de capturar Abdi Hassan em abril de 2012, mas um documento do governo de transição somali permitiu-lhe escapar.

Conscientes de que um mandado de captura internacional não teria grandes resultados na instável Somália, as autoridades belgas optaram agora por esta abordagem "hollywoodesca", que resultou ainda na detenção de um dos seus cúmplices.