Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Papa Francisco foi eleito após 'sinais' divinos, diz cardeal

Mundo

  • 333

Um dos cardeais que participou no conclave que levou à eleição do Papa Francisco anunciou, perante uma plateia de 5 mil pessoas, que foi uma série de "sinais" sobrenaturais que levaram à escolha surpreendente de Jorge Bergoglio

Numa conferência da Igreja Anglicana, em Londres, o cardeal Christoph Schönborn, arcebispo de Vienna - ele próprio considerado um dos favoritos à sucessão de Bento XVI - revelou ter tido pessoalmente dois "fortes sinais" que Jorge Mario Bergoglio era o "escolhido".

"Um posso contar, sobre o outro, que foi no Conclave, não posso falar", adiantou, passando a relatar que no final da missa especial que antecedeu o início do conclave, encontrou um casal amigo, oriundo da América Latina, a quem terá pedido um conselho. "E a mulher segredou-me ao ouvido 'Bergoglio' e eu percebi: se estas pessoas dizem Bergoglio é uma indicação do Espírito Santo".

Para o cardeal, é claro que os outros eleitores também receberam os seus sinais, uma vez que, defende, só a intervenção divina pode explicar a rapidez com que o novo papa, que não integrava nenhuma lista dos candidatos mais prováveis - foi eleito. 

Perante cinco mil pessoas, reunidas no Royal Albert Hall, Christoph Schönborn manifestou a convição de que foi "o Espírito Santo que os conduziu aquele homem".