Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ovos falsos na China

Mundo

  • 333

Getty Images

Depois do leite para bebés contaminado com toxinas e das melancias que explodiam, a China vê-se agora envolvida num novo escândalo. Desta vez, estão em causa ovos de galinha... que de ovos têm pouco

Do domingo, uma mulher, indentificada apenas como Tian, encontrou, num mercado de vegetais em Luoyang, uma carrinha a vender ovos cerca de 70 cêntimos mais baratos do que o seu preço nos supermercados. Segundo a consumidora contou ao Guangming Daily, assumiu que a diferença de preço se deveria ao facto de o vendedor vir de uma zona rural e não ter consciência dos preços praticados na cidade. Comprou 2,5 quilos de "ovos" que eram, afinal, falsos.

Citanto uma fonte anónima, o jornal chinês avança que estes "ovos" resultam de uma mistura de resina, amido, coagulante e corante branco para a clara. Ácido algínico, extraído das algas, dá aos falsos ovos a viscosidade pretendida e outra mistura de resina com corantes "cria" a gema. Obtida a consistência e forma desejadas, cera de parafina, gesso em pó e carbonato de cálcio formam a casca.

Os ovos falsificados surgiram, pela primeira vez no mercado chinês, em meados dos anos 90. Nessa altura, o custo de produção destes ovos era metade dos seus equivalentes reais.