Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Número de mortos na Argélia sobe para 80

Mundo

  • 333

As forças argelinas encontraram mais dezenas de corpos na central de gás natural no Sahara, elevando para 80 o número de mortos na sequência do sequestro que originou um impasse de quatro dias

A crise começou na última quarta-feira, quando um grupo de extremistas islâmicos tomou de assalto um campo de extração de gás natural, fazendo reféns os trabalhadores ocidentais. O sequestro só terminou no sábado, com a intervenção das forças especiais argelinas, mas, desde então, o número de corpos encontrados tem vindo a aumentar.

No sábado, um primeiro balanço apontava para, pelo menos, 32 extremistas e 23 reféns mortos. No dia seguinte, as forças especialistas em explosivos entraram no local e encontraram mais 25 corpos.  

Segundo uma fonte citada pela Associated Press, alguns cadáveres estão tão desfigurados que as autoridades não conseguem distinguir se se tratam de reféns ou terroristas.

Em comunicado, o grupo terrorista que reivindicou o ataque e alegouagrir em nome da Al Qaida, classificou o sequestro como uma vingança contra a Algéria, por ter autorizado a aviação francesa a passar o seu espaço aéreo rumo ao vizinho Mali e avisa que levará a cabo ações semelhantes contra qualquer país que apoie a intervenção militar francesa no país contra radicais islâmicos.