Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nova imagem mostra suspeito de ataque no Libération

Mundo

  • 333

Reprodução

As câmaras de segurança do Metro de Paris terão captado o suspeito de abrir fogo na redação do "Libération" em Paris, ferindo um fotógrafo. Um jornal francês avança que o homem já foi detido, as autoridades negam

Segundo o jornal francês Le Parisen, a polícia já terá detido o atirador, entre 35 a 45 anos, que na segunda-feira irrompeu pela sede do diário de esquerda Libération, em Paris, e disparou várias vezes antes de se colocar em fuga, deixando um fotógrafo ferido com gravidade. As autoridades francesas, no entanto, negam a detenção, que o próprio Le Parisen admite não ter podido confirmar oficialmente.

Antes, os investigadores anunciaram estar em posse de "muitos elementos", que teriam de "verificar", e várias fotos, obtidas com recurso a câmaras de segurança, incluindo a mais recente, captada no Metro.

Entre os depoimentos, o mais relevante é o do motorista de táxi que na segunda-feira terá ficado 20 minutos sob sequestro, antes de ser forçado a deixar o atirador perto da avenida Champs-Élysées.

O homem é suspeito de ser também o autor de um ataque na sexta-feira passada ao prédio do canal BFMTV.