Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Naufrágio na Indonésia deixa dezenas de imigrantes desaparecidos

Mundo

  • 333

Reuters

O barco dirigia-se para a Austrália e naufragou pouco depois de ter saído de uma aldeia Indonésia. Já foram confirmados sete mortos mas dezenas de imigrantes ainda estão desaparecidos

Achmad Suprijatna, porta-voz das autoridades locais, já confirmou a morte de sete pessoas - quatro crianças, um bebé de 18 meses, uma mulher grávida e um homem com cerca de 30 anos.

Rochmali, responsável pelas operações de resgate, diz que pelo menos 157 passageiros foram resgatados do mar. No entanto, não há registo do número de passageiros que seguia na embarcação: "Não sabemos exactamente quantas pessoas seguiam a bordo, por isso estamo-nos a concentrar nas buscas".

Estas incertezas surgiram depois de Martinus Sitompol, porta-voz das autoridades de Java-Oeste, afirmar que seguiam 204 pessoas na embarcação e de um sobrevivente ter elevado esse número para cerca de 250.

Obijet Roy, sobrevivente de 42 anos, explicou que muitas das pessoas que seguiam na embarcação se atiraram para o mar depois de verem água a entrar no barco e que nem todas tinham coletes salva-vidas porque havia poucos.

Soheil, um outro imigrante, este iraniano, contou que duas horas depois de terem iniciado a viagem o motor teve alguns problemas e que com o mar agitado o barco acabou por se partir.

O iraniano ainda acrescentou que o capitão do barco fugiu num bote salva-vidas sem ter ajudado ninguém.

Dos imigrantes que iam a bordo - provenientes do Iraque, Irão e Sri Lanka - pelo menos 38 conseguiram chegar à margem depois de nadarem cerca de três horas.