Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mulher engravida sete anos depois de retirar ovários

Mundo

  • 333

Com 24 anos, descobriu que tinha cancro e que teria de tirar os ovários. Sete anos depois, engravidou de duas meninas através de um enxerto de tecido na parede abdominal

Uma mulher na Austrália - cuja identidade não foi revelada - conseguiu engravidar sete anos depois de ter retirado os ovários. 

Com 24 anos, a grávida em questão descobriu que tinha cancro e que era necessário remover os ovários, no entanto, antes da cirurgia questionou os médicos sobre a possibilidade de guardarem o tecido dos ovários para, mais tarde, lhe fazerem um enxerto na parede abdominal e tentar engravidar.

Agora com 31 anos, a mulher está grávida de duas meninas devido ao procedimento sugerido na altura da remoção dos ovários. Em 2010 sofreu um primeiro transplante de tecido e, dois anos depois, outro. "O tecido foi colocado à volta da parede do abdómen, o que significa que está entre a pele e o músculo, mas não dentro do mesmo", esclarece Kate Stern, chefe de preservação da fertilidade em Melbourne, Austrália.

"Queríamos ver se este procedimento a podia ajudar a engravidar e, para tal, demos-lhe um estímulo hormonal", mais tarde a mulher produziu dois óvulos que foram fertilizados e inseridos no útero, explica Stern.

Este procedimento médico já é conhecido no mundo e já deu origem a 29 bebés, no entanto, nenhuma das mães até então tinha retirado os ovários.